2 de ago de 2015

Psiquiatra e educador Içami Tiba morre aos 74 anos


O psiquiatra e escritor Içami Tiba morreu neste domingo (02/08), aos 74 anos, em São Paulo, de acordo com informações da assessoria de imprensa do Hospital Sírio Libanês, onde ele estava internado desde o final do ano passado para tratar de um câncer. A causa da morte não foi divulgada pelo hospital. Segunda nota da assessoria da Integrare Editora, responsável pela publicação de seus livros, o enterro será nesta segunda (03), às 16h, no Cemitério do Morumbi, na zona Sul da capital paulista.


Psiquiatra pela Faculdade de Medicina da Universidade de São Paulo (FMUSP), em 1968, Tiba era psicoterapeuta de adolescentes e família, com mais de 77 mil atendimentos feitos. Autor de 29 livros e quatro milhões de exemplares vendidos, o médico especializou-se em Psiquiatria no Hospital das Clínicas da USP, onde foi professor assistente por sete anos e, por mais de 15 anos, professor de Psicodrama de Adolescentes no Instituto Sedes Sapientiae. Foi também palestrante, com mais de 3.400 palestras proferidas. Entre os livros mais conhecidos estão “Quem ama, educa!” e “Limite na Medida Certa”.


Foi o primeiro presidente da Federação Brasileira de Psicodrama entre os anos de 1977 e 1978, e membro diretor da Associação Internacional de Psicoterapia de Grupo, de 1997 a 2006.

Em 2004, o Conselho Federal de Psicologia, por meio do IBOPE (Instituto Brasileiro de Opinião Pública e Estatística), pesquisou qual o maior profissional de referência e admiração dentre os colegas. O doutor Içami Tiba foi o primeiro nome lembrado dentre os brasileiros, e o terceiro dentre os internacionais, precedido apenas por Sigmund Freud e Gustav Jung.

Seu livro “Quem ama, educa!”, o 14º título, publicado em 2002, entrou para a lista dos best-sellers como a obra mais vendida do ano, e continua até hoje como long-seller. Ele também mantinha colunas em jornais, revistas, sites e um programa semanal na TV, sempre com o tema “Educação Familiar”. Em 2005, fundou a Integrare Editora.

Filho de imigrantes japoneses e um dos educadores mais populares do país, Tiba deixa a esposa Maria Natércia, os filhos Natércia, André e Luciana. Deixa também os netos Kaká e Dudu.

Com informações do Jornal O Globo


Nenhum comentário:

Postar um comentário

"O aprendizado é uma grande aventura!"
Designed By Morus Comunicação